NO AR

Momento de Esporte

Com: Ciliomar Cesar
Horário: 12:45 - 13:15
TOP MÚSICA
  • 1
    MARILIA MENDONÇA

    MARILIA MENDONÇA

    DE QUEM É A CULPA
  • 2
    ROBERTO CARLOS E JENNIFER LOPEZ

    ROBERTO CARLOS E JENNIFER LOPEZ

    CHEGASTE
  • 3
    EDUARDO COSTA

    EDUARDO COSTA

    FORRÓ E PAIXÃO
  • 4
    MAIARA E MARAISA

    MAIARA E MARAISA

    SORTE QUE CÊ BEIJA BEM
  • 5
    ZEZÉ DI CAMARGO E LUCIANO

    ZEZÉ DI CAMARGO E LUCIANO

    DESTINO
PEÇA SUA MÚSICA
Nome:

Email:

Cidade / UF:

Pedido:

Por medida de segurança, digite os 5 dígitos
do código exibido abaixo

7klpz
Tempo

 

Notícias » Saúde

20 de Fevereiro de 2013
Onze cidades do Paraná passam por epidemia de dengue, diz boletim
Relatório da Secretaria de Saúde mostra que são 4.221 casos da doença. Epidemia está relacionada a baixo número de habitantes, diz governo.
Clique para ampliar

Do G1 PR


O último boletim da dengue divulgado pela Secretaria Estadual de Saúde, na segunda-feira (18), mostra que onze municípios do Paraná passam por uma epidemia da doença. Destes, dez possuem menos de 20 mil habitantes. As cidades são Paranavaí, São Carlos do Ivaí, Japurá, Peabiru, Fênix, Quinta do Sol, Terra Rica, Primeiro de Maio, Santa Fé, Formosa do Oeste e Tamboara.

Conforme divulgado, em Peabiru está o cenário mais crítico com 912 casos. Mas foi percebida uma diminuição na incidência da doença. No final de janeiro, o município registrou 130 casos em sete dias. Nesta última semana foram 13.

A Secretaria da Saúde destaca que o pequeno número de moradores é determinante para o estado de epidemia. Em Tamboara, por exemplo, onde há menos de 15 mil habitantes, são apenas 21 casos confirmados.

Um dos aliados do combate à doença é o UBV pesado, mais conhecido como fumacê. As autoridades sanitárias recomendam que a população abra as janelas e portas da casa quando o carro com o produto estiver próximo.

Quadro estadual
Ainda de acordo com o boletim, de agosto de 2012 a segunda-feira (18), foram confirmados 4.221 casos de dengue, sendo que 3.150 foram confirmados neste ano. O relatório aponta também que 253 casos foram importados. 

A taxa de incidência estadual, portanto, é de 37,24 por 100 mil habitantes. A proporção é considerada baixa pelo Ministério da Saúde, já que a taxa se torna preocupante quando atinge 300 casos a cada 100 mil habitantes.


+ NOTÍCIAS


Copyright © 2018 - Radio Cidade Jandaia LTDA